O bosque

Não estejas longe de mim um só dia, porque como, 
porque, não sei dizê-lo, é comprido o dia,
e te estarei esperando como nas estações
quando em alguma parte dormitaram os trens.

Não te vás por uma hora porque então
nessa hora se juntam as gotas do desvelo
e talvez toda a fumaça que anda buscando casa venha matar ainda meu coração perdido

Ai que não se quebrante tua silhueta na areia,
ai que não voem tuas pálpebras na ausência:
não te vás por um minuto, bem-amada,

porque nesse minuto terás ido tão longe
que eu cruzarei toda a terra perguntando
se voltarás ou se me deixarás morrendo

Pablo Neruda
Kiss and hugs
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

2 respostas a O bosque

  1. manuela bettencourt diz:

    Esta musica e muito bonita sinto me muito so e muito triste tentando levar a minha vida para a frente precisando de ajuda de alguem embora com muitas pessoas que tenho o prazer de comunicar mas mesmo assim ainda sinto um vazio enorme no meu coraçao, Vou ouvir a musica sempre que necessite de um carinho

    • Carla diz:

      Esteja á vontade Manuela, se o que posto puder contribuir de alguma forma para atenuar a sua dor já me sinto feliz, vai ver que daqui a um tempo, tudo o que agora acha que nunca vai passar, ao longo do tempo a dor vai amenizando, acredite sei bem do que falo por isso minha querida leve a vida em frente e com forças para enfrentar cada amanheçer, bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s